Sou desconfiada, e tá tudo bem.

Sou reservada. Melhor, sou desconfiada.

Ao contrário de muitas pessoas e amigos chegados, falo pouco da minha vida. Sou uma excelente ouvinte e amiga sigilosa, das que até esquece segredos (!). Mas os meus guardo comigo. Sempre? Sempre não, mas quase isso.

Sou da opinião que só se é necessário alguém saber algo sobre mim – ou qualquer outra pessoa – se puder contribuir para o progresso, do contrário fico calada. Penso demais, mas pouco falo.

Com 26 anos posso dizer que me conheço muito bem, mesmo sem ter tantos sonhos e metas definidas. Mas só revelo sobre mim o que é preciso, pois não há necessidade em se expor de mais em nada. Repito em na-da.

Cheguei a pensar que isso fosse um defeito (?), mas meus amigos dizem que é minha personalidade. Então, tudo bem ser desconfiada. E extremamente observadora. Porque pra confiar é essencial conhecer, e pra conhecer é essencial observar.

E mesmo sendo reservada no que se diz ao meu respeito, amo conviver e entender mais e mais sobre quem divide a estrada da vida comigo. E quem caminha comigo sabe que me revelo no que pode ser importante e preciso para melhorar, seja o que for…

Pode ser que um dia eu abra todas as minhas gavetas, mas se isso não acontecer também tá tudo bem. Enquanto isso eu observo…

🙂

Anúncios

Amizade na Capa da Vogue

630776782a9e3998fa65006995ba863b

 

As lindas Karlie Kloss e Taylor Swift aparecem no mês de março na capa da Vogue americana mostrando a força da amizade que nasceu entre as duas. Eu amei o editorial, capa, styling… tudo! E não resisti, tive que compartilhar por aqui. Afinal, amizade é algo pra celebrar e se a moda com lindas fotos tá dando um help, a gente tem que divulgar mesmo.

A intimidade que existe entre elas transborda nas fotos e eu só me pergunto porque a Taylor não vai dar uma brincadinha de top model, porque ó… leva jeito! Saca só!

karlie-kloss-taylor-swift-vogue-march-2015-1

karlie-kloss-taylor-swift-vogue-march-2015-2

karlie-kloss-taylor-swift-vogue-march-2015-3

karlie-kloss-taylor-swift-vogue-march-2015-5

karlie-kloss-taylor-swift-vogue-march-2015-7

Tudo lindo demais, né? Achei tudo super a cara delas: simples, despojado, mas com muito glamour e carão! haha Se não bastasse esse ensaio voluptuoso, a Vogue propôs um quiz com Karlie e Taylor pra saber que era a melhor-melhor amiga, rende boas risadas. Clica aí! 😉

Agora tem que chamar a BFF e reproduzir em casa, viu? rs

Eu li: Quem é você, Alasca?

livro quem voce alasca john green

John Green já é meu conhecido – e de metade do planeta – por “A culpa é da estrelas”, mas não acho que Gus e Hazel sejam os protagonistas da melhor história do autor. “Quem é você, Alasca?” dá aquele nó na garganta e te deixa com raiva muitas vezes, seja por criticar o que acontece ou por pura identificação.

A história fala sobre um nerd-sem-amigos, Miles, que muda de escola e se apaixona pela menina-linda-popular, Alasca. Mas o nerd em questão, fica amigo de jovens fora dos padrões (tipo, jogador do time de futebol americano ou a líder de torcida) mas tão descolados quanto… quase como “As vantagens de ser invisível”. Com o avanço do romance você vê vidas com muitos dramas e passados complicados se desenrolar – e aquele nó que eu falei já começa a apertar – até que o inesperado acontece e dá até vontade de largar o livro, haha. Mas não larguei, me irritei um pouco mais (porque começa a dar aquela embaçada e dá uma preguiça) e quando acabei me peguei pensando em muitas coisas de dentro da história que são verdadeiros questionamentos na vida de qualquer um…

livro quem voce alasca john green grande talvez

 

Alasca tem pensamento que te atingem como um ponto de exclamação e busca se encontrar e consertar erros dos quais ela não tem culpa. Muitas vezes não dá pra suportá-la por tamanha efusividade e imediatismo, mas vai se lembrar e compreender que até coisas assim têm motivo pra existir e acontecer.

Mais um livro YA, porém cheio de relevância e significados encrustados num enredo surpreendente. Cheio de referências literárias, teológicas e ótimas sacadas, o meu primeiro livro do ano (e o primeiro publicado por John Green) está super recomendado.

O Natal da Tiffany & Co

Sinto que o fim de ano realmente chegou quando veja a campanha das famosas caixinhas azuis. Muitas marcas lançam suas ações para este período de festas, mas nenhuma me agrada tanto quanto as da Tiffany & Co. E, claro, neste ano não foi diferente, mas o comercial veio de forma inovadora: em animação, e tão linda quanto as outras! Take a look! 😉

Uma das principais joalherias do mundo consegue através de suas campanhas te levar pro momento em que se adquire uma de suas peças tão desejadas. Muito mais do que comprar, a Tiffany mostra sua preocupação com a experiência e tudo aquilo que te faz ir até uma loja decidir pessoalmente o que levar – e brilhar! Tudo o que se vê são momentos intimistas, de afeto e exclusivos.

Como admiradora da marca, vou postar mais alguns comerciais dos anos anteriores pra você já entrar nesse clima delícia de tantas festas e presentes, por que não? rs

Lindo, né? ❤

A Tiffany está presente nas principais redes sociais e de maneira super bacana, vale escolher a sua e seguir. Eu indico a marca no Pinterest pra fazer uma enorme wish-list, só clicar aqui.

Lenços, na cabeça

 

moda verão lenço na cabeça 15

O calor chegou e, ao menos que você tenha cabelos curtos, tudo que se deseja é tirar as madeixas do rosto ou deixar o pescoço livre, mas tudo com muita bossa. Eu não sou a mais experiente em coques, tranças e todo o mais pra variar o penteado, sou adepta do rabo de cavalo e lindas headbands, sabe? Mas nessa temporada tô de olho em algo super simples, mas com um efeito incrível prum bad hair day ou quando se quer só um charme a mais mesmo: lenços, só que na cabeça! Fiz um compilado de ideias entre cabelos soltos e presos pra inspirar você a pegar um lenço escondido no fundo da gaveta! 😉

moda verão lenço na cabeça cabelos soltos

Eu já separei meus lenços pra começar a treinar! Pro verão o mais legal é pegar os estampados ou com cores mais vivas, o que deixa qualquer rosto mais iluminado, mas os mais básicos também tem toda sua importância. Dá pra brincar muito nas amarrações e jeitos de prender e mostrar o cabelo! Pega seu lenço aí também!

Ps. Dá pra ver mais fotos lindas lá no meu board do Pinterest, clica aqui!

Produtinhos que ninguém vê…

… mas fazem TODA diferença! rs

Chega o momento na vida de uma mulher que a preocupação de estar bonita vai muito além de um delineado bem feito ou um batom marcante. A importância começa naqueles produtos que ninguém vê, mas que têm o poder de deixar qualquer coisa em você mais bonita e natural. Hoje vou dar a dica de alguns itens da minha rotina de cuidados com a pele (rosto e corpo) pra quem ainda tá procurando um hidratante/ protetor pra chamar de seu! Bora lá?

produtos

– Hidratante corporal intensivo, Neutrogena: eu sou apaixonada pela Neutrogena (deu pra notar, né? rs) por any motivos, se você ainda não conhece tá mais que recomendada! Já usava a linha regular de hidratantes corporais da marca, mas no inverno minha pele fica absurdamente seca e precisava de algo mais intenso e já tinha ouvido maravilhas a respeito desta linha com a Norwegian Formula e fui testar. O cheiro é delícia, super suave, e a textura do hidratante é mais densa que o normal e com pouco produto já cobre áreas grandes do corpo. Detesto hidratante que mela o corpo e esse ganhou mais pontos por ser super aderente à pele. Senti uma melhora na minha ‘secura’ em pouco tempo, tá recomendadíssimo! 

– Sun fresh FPS 30, Neutrogena: bastou sair o sol pra eu já colocar o protetor solar do corpo em jogo! Por muuuitos anos (décadas!) peguei sol sem cuidado nenhum até me tocar na loucura que é essa falta de cuidado, então nada de brincar com a pele. Mais um produto amor da Neutrogena com cheiro bom e qualidade excelente, nada melado!

– Hidratante facial oil-free, Neutrogena: morria de medo de hidratante pro rosto por ter uma pele oleosa, mas com o tratamento dermatológico que fiz minha pele ficou bem mais seca, então precisou de uma intervenção. Como não queria gastar muito, corri pra Neutrogena e me dei bem porque a qualidade é equivalente a dos demais produtos e não pesou na minha pele, graças a Deus! Sem falar que com pouquinho já espalha super bem e dura horrores! 😉

– Filtrum ultra seco FPS 30, LIBBS: indicação da minha dermatologista que eu espalho pra todo mundo que me pergunta de protetor solar para o rosto. Tenho pavor de protetor que deixa a pele grudenta ou que diz que vai segurar a oleosidade e não segura! haha Falei isso pra dermato e ela me indicou o Filtrum que simplesmente não me deixa suar com 38º estourando, sério. Tenho que me movimentar muito pra isso acontecer e mesmo assim, ele deixa quase nada de oleosidade aparecer. E sim, a eficiência da proteção também é a altura além de ter um preço amigo!

– Photo finish, Smashbox: acho que dispensa muitas apresentações, além de um dos melhores primers do mundooo! rsrs Ele realmente cumpre tudinho o que promete: textura lisinha, uniformidade e maior duração da maquiagem. EU AMO! Comprei pra usar em ocasiões que exijam um make mais elaborado e duradouro, mas gostei tanto que tô usando até pra trabalhar quando tô animada pra me arrumar um pouco mais. Nem precisa, mas eu super recomendo.

Exceto pelo primer, tudo você encontra fácinho nas farmácias por aí e com preço acessível que ajuda muito né? E cuidar da pele nunca é demais! rsrs

pela beleza real, e que realmente importa

A cada dia que passa somos mais sufocadas, verdadeiramente sucumbidas pelos padrões de beleza. E de tanto vê-los (ou de tanto sermos perseguidas por eles) começamos a acreditar que tudo isso é real. Mas e quando a gente acredita que aquele referencial que alguém gritou pro mundo como ideal e perfeito e começa a olhar pro “nosso real” e enxergá-lo como imperfeito e indesejável? E quando a gente odeia – sim, odeia! – nossas características singulares só porque elas não cabem na caixinha do “padrão de beleza”? Bom, aí isso se torna um grande problema.

Eu poderia citar muitas frases no estilo auto-ajuda e proclamar o amor próprio, mas acho que você sabe mais que eu. Afinal, ouvimos ao menos 1 indo contra a maré dos outros 10 que falam todos os dias que você deve ser assim e assado. Mas por que esse 1 verdadeiro é afogado pelos 10 errados? Por que a gente prefere acreditar no que não existe ao invés de trabalhar e valorizar o que a gente tem de verdadeiro e lindo em cada uma de nós? Que coisa doida!

" eu não sou bonita como você. sou bonita como EU. "

” eu não sou bonita como você. sou bonita como EU. “

Um dos maiores reflexos destes disfarces que fazemos de nós mesmos é a tal da selfie. Pô, quem nunca tirou 15 fotos pra achar o ângulo perfeito com o filtro ideal e aí sim postar nas redes sociais? haha E ainda pensa “não vou tirar deste lado porque minha orelha não me favorece”. Siiiim, super rola umas neuras absurdas.  É natural querer tirar uma foto bacana, mas aquele fiozinho da sobrancelha fora do lugar na sua foto não vai te matar. O frizz nos cabelos num dia de chuva não fazer de você menos bela e charmosa, é só um bad hair day que TODAS, to-das, têm.

Nós geramos repúdio por todo aparato de photoshop nas capas e editoriais de revistas, mas será que o que temos feito nas redes sociais com a nossa imagem não é parecido? Cria um bico, vira o rosto de um jeito específico, entorta a perna pra lá, tudo pra que ninguém veja o que no fim só você enxerga! Acho que não estamos parecidas, acho que estamos indo além querendo parecer algo que o computador fez.

E de tanto nos preocuparmos com o externo, deixamos o interno oco e até esquecemos que lá na frente é só ele quem fica (e o que sempre importou). Esquecemos da beleza de ser gentil, de ser engraçado, de ser inteligente… essas são as coisas mais lindas e desejáveis que se pode admirar no próximo.

" beleza não é sobre ter um lindo rosto. é sobre ter uma linda mente, lindo coração e uma linda alma. "

” beleza não é sobre ter um lindo rosto. é sobre ter uma linda mente, lindo coração e uma linda alma. “

Quando aceitamos e amamos o que temos do lado de fora, aprendemos a dar a importância e cuidado devido, mas sem desfavorecer o que nos faz infinitamente belas, que é tudo aquilo que se tem dentro de si pra compartilhar com o mundo. Suas experiências, sabedoria, talentos é tudo que faz de você lindamente único nesse mundão. E isso sim deve ser exteriorizado e valorizado, muito mais que um cabelo branco (oi, essa sou eu! rs) e uma possível celulite.

Dove, uma das marcas que mais apoia a beleza natural e verdadeira, mais uma vez me fez suspirar em uma das ações. Depois do sucesso dos Retratos da Real Beleza, a marca levanta a importância e significado daquelas fotos que a gente tira de si mesmo e questiona se o que você vê de negativo em sua própria beleza não pode encantar outra pessoa. A conversa mostra mães e filhas acompanhadas de suas inseguranças em frente ao espelho e de que maneira uma ajuda a outra a enxergar o que tem de mais lindo! Vale o click!

Um delas diz que, durante o workshop, elas expuseram suas “fragilidades” e “diferenças” de beleza e que isso as tornam únicas, e lindas! “Eu acho que beleza é ser forte, ser valente, ser feliz consigo mesma. Isso é realmente ser bonita!”. 

Demais, né? Mas eu espero que você não precise ouvir de outras pessoas sobre sua beleza e qualidades, que você possa enxergar tudo isso sozinha e assim valorizar o que se tem de precioso e único para que todos também possam ver a apreciar com você. Afinal, só poderemos enxergar o que você mostrar.